UOL Notícias Notícias
 
19/06/2010 - 16h46 / Atualizada 19/06/2010 - 17h01

Israel envia carta à ONU contra navios que tentarem romper bloqueio a Gaza

Washington, 19 jun (EFE).- O Governo de Israel comunicou às Nações Unidas que se reserva o direito de usar "todos os meios" para evitar que navios que partam do Líbano tentem romper o bloqueio a Gaza.

A embaixadora israelense na ONU, Gabriela Shalev, fez a advertência em uma carta enviada na sexta-feira ao secretário-geral Ban Ki-moon e ao Conselho de Segurança do organismo, segundo a imprensa americana e a israelense.

A diplomata disse que os objetivos dos organizadores das novas frotas "são duvidosos" e afirmou que é possível que tenham vínculos com o grupo xiita libanês Hisbolá.

"Israel não pode descartar a possibilidade de que terroristas ou armas sejam levados a bordo dos navios em questão", disse a embaixadora.

O Hisbolá se desvinculou na sexta-feira dos navios que se preparam no Líbano para levar ajuda humanitária a Gaza "para privar o inimigo da oportunidade de usá-lo como desculpa para atacar os participantes".

As organizações Movimento Gaza Livre e Repórteres sem Fronteiras anunciaram que enviarão um navio com ajuda humanitária para o território palestino, que poderia partir em breve do Líbano, enquanto um grupo de 50 ativistas - 30 libaneses e 20 estrangeiros - preparam outra frota.

A embaixadora israelense na ONU informou, em sua carta, que "Israel se reserva o direito, segundo a lei internacional, de usar todos os meios necessários para evitar que esses navios violem o bloqueio naval imposto à Faixa de Gaza".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    11h00

    -0,15
    3,261
    Outras moedas
  • Bovespa

    11h02

    1,13
    63.369,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host