UOL Notícias Notícias
 
19/06/2010 - 11h55 / Atualizada 19/06/2010 - 13h20

Oposição italiana critica plano de ajuste de Berlusconi

Roma, 19 jun (EFE).- A principal formação da oposição italiana, o Partido Democrata (PD), se manifestou hoje em Roma contra o plano de ajuste orçamentário de 24 bilhões de euros do Governo de Silvio Berlusconi, a quem pediu que "vá para casa" se não gosta da Constituição da Itália.

Em um grande ato em Roma, o secretário-geral do PD, Pier Luigi Bersani, criticou a política de Berlusconi, que, segundo ele, só pensa em resolver seus próprios problemas, e censurou seu interesse em mudar a Carta Magna de 1948 para ter mais poder.

"Berlusconi jurou sobre a Constituição e esse texto sobre o qual jurou não pode ser mudado", disse Bersani, quem afirmou que o desejo do líder de ter mais poder leva ao país ao "desastre".

A concentração do PD em Roma foi convocada por causa do plano de ajuste orçamentário aprovado no Conselho de Ministros em maio, que não aumenta impostos nem toca nas aposentadorias, mas congela os salários dos funcionários e pede maior esforço no corte das administrações regionais e municipais.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,71
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,12
    68.634,65
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host