UOL Notícias Notícias
 
19/06/2010 - 00h03 / Atualizada 19/06/2010 - 00h24

Uribe lembra que as Farc assassinaram deputados há 3 anos

Bogotá, 18 jun (EFE).- O presidente Álvaro Uribe lembrou "com tristeza e com dor" que nesta sexta-feira faz três anos que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) assassinaram 11 dos 12 deputados regionais que a guerrilha sequestrou em um ataque à Assembleia Departamental de Valle del Cauca (sudoeste), em 2002, em entrevsia à "W Radio".

O presidente assinalou que as Farc sustentaram que os políticos morreram "em um confronto com a Polícia".

Ele acrescentou que depois se provou que "foram as mesmas Farc que assassinaram os deputados na madrugada do dia 18 de junho de 2007".

Como lembrou o governante, no começo as Farc anunciaram na Europa que os legisladores tinham morrido em um confronto contra um grupo armado não identificado.

O único sobrevivente desse massacre, Sigifredo López, liderou junto com os parentes dos deputados um ato celebrado em Cali, capital do departamento de Valle del Cauca, com o qual lembraram os mortos.

O sequestro dos 12 deputados aconteceu no dia 11 de abril de 2002, quando um comando do grupo rebelde entrou na assembleia e fez crer aos membros da comissão que se tratava de uma evacuação por causa de um suposto explosivo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h39

    -0,85
    3,151
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h41

    1,09
    68.715,95
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host