UOL Notícias Notícias
 
25/06/2010 - 23h10 / Atualizada 25/06/2010 - 23h17

Pai de Michael Jackson processa médico do cantor por negligência

Los Angeles (EUA.), 25 jun (EFE).- O pai de Michael Jackson, Joe Jackson, apresentou hoje uma ação contra o médico pessoal do "rei do pop", Conrad Murray, por conduta negligente que pode ter desencadeado a morte do artista no dia 25 de junho de 2009.

O caso foi levado a um tribunal federal de Los Angeles no mesmo dia do primeiro aniversário da morte do cantor, enquanto centenas de admiradores foram ao cemitério Forest Lawn de Glendale honrar a memória de Jackson.

Janet, Randy, Tito e Jermaine Jackson visitaram a sepultura do irmão na mesma manhã que os advogados de seu pai apresentaram a ação em busca de uma compensação econômica por parte de Murray pelo sofrimento ocasionado à família, assim como pela perda de renda.

Conrad Murray já está sendo processado pela promotoria de Los Angeles por homicídio involuntário que resultou na morte de Michael Jackson.

O doutor admitiu na investigação que tinha administrado os anestésicos que causaram a morte do cantor, apesar de se declarar inocente.

A ação de Joe Jackson focou na negligência médica de Murray, acusado de utilizar várias clínicas no Texas e Nevada para conseguir os fármacos de uso hospitalar que forneceu ao cantor.

Além disso, Murray é acusado de mentir aos serviços de emergência que atenderam o cantor ao omitir que tinha administrado propofol, o potente calmante detonador de sua morte.

A intenção de Joe Jackson de apresentar uma ação contra Murray foi divulgada em março.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host