UOL Notícias Notícias
 
27/06/2010 - 10h17 / Atualizada 27/06/2010 - 10h37

Papa tacha de "deploráveis" ações da Polícia belga

Roma, 27 jun (EFE).- O papa Bento XVI qualificou hoje de "deploráveis e surpreendentes" as ações da Polícia na sede do arcebispado de Malinas-Bruxelas, dentro da investigação à Igreja Católica da Bélgica por suposta ocultação de casos de pedofilia.

Em uma carta ao arcebispo de Bruxelas, André Leonard, o pontífice expressa solidariedade aos bispos belgas e afirma que espera que a Justiça do país siga seu curso, mas com respeito à Igreja.

Para o papa, "fatos graves como esses (a pedofilia) devem ser tratados pelo ordenamento civil e o canônico, dentro do respeito à recíproca especificidade e autonomia".

"Nesse sentido espero que a Justiça siga seu curso e garanta os direitos das pessoas e das instituições com respeito às vítimas, no reconhecimento sem preconceitos de todos os que se comprometem a colaborar com ela na rejeição de tudo o que obscureça o nobre desempenho dessa obrigação", acrescentou.

Na quinta-feira passada, policiais e agentes da Justiça revistaram a sede do arcebispado de Malinas-Bruxelas e a casa de um cardeal, na busca de documentos que corroborassem uma denúncia de abuso sexual a menores.

O Vaticano denunciou também, na sexta-feira passada, a profanação dos túmulos de dois cardeais durante a investigação.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h09

    0,57
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h11

    -0,76
    74.814,01
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host