UOL Notícias Notícias
 
27/06/2010 - 03h21 / Atualizada 27/06/2010 - 03h29

Primeira-ministra australiana anuncia imigração mais restritiva

Sydney, 27 jun (EFE).- A nova primeira-ministra da Austrália, Julia Gillard, anunciou hoje um giro nas políticas de imigração em relação às de seu antecessor, Kevin Ruud, e que porá mais restrições à chegada de estrangeiros ao país.

Rudd se manifestou recentemente partidário de uma "Grande Austrália" que levasse seu país de 22 milhões de habitantes atuais para cerca de 35 milhões em 2050, de acordo com uma tendência migratória que atrai 300 mil forasteiroscada ano.

"Não acho em uma 'Grande Austrália' mas em um país sustentável", disse a nova premiê, nascida em Gales (Reino Unido), que substituiu a Rudd na quinta-feira passada após uma rebelião no Partido Trabalhista.

"A Austrália não deveria ir na direção de um grande aumento da população. Precisamos parar, tomar um fôlego e desenvolver políticas para ter um país sustentável", acrescentou Julia em entrevista para o jornal "Daily Telegraph".

O aumento de população da Austrália nos últimos anos foi de 2%, o mais elevado de todos os países desenvolvidos.

A primeira-ministra disse que tal crescimento poderia ser problemático para o país por causa de sua enorme extensão de território desabitado, escassez de água, e necessidades em transporte e estradas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host