UOL Notícias Notícias
 
30/06/2010 - 06h22 / Atualizada 30/06/2010 - 06h37

Karzai anuncia novo responsável pelo exército afegão

Cabul, 30 jun (EFE).- O tenente-general Sher Muhammad Karimi é o novo chefe do Exército do Afeganistão, anunciou nesta quarta-feira em comunicado o Ministério de Defesa do país, como parte de uma reestruturação da cúpula militar decidida pelo Governo de Hamid Karzai.

Karimi substitui no cargo o general Bismila Khan, de etnia tadjique, que estava à frente das Forças Armadas desde 2002 e recebeu esta segunda-feira a aprovação do Parlamento afegão para ocupar a pasta do Interior, sem titular desde os primeiros dias de junho.

O novo chefe do Exército, de etnia pashtun, se formou no Ocidente e esteve exilado durante o regime talibã. Após a invasão das tropas internacionais de 2001, se reincorporou ao Exército afegão, onde era atualmente chefe de operações.

O salto à política de Bismila Khan levou a uma mudança de peças no Exército afegão e a pasta da Defesa: o general Muhammad Akram, até agora vice-ministro da Defesa, passa a ser o segundo na cadeia de comando do Exército.

Seu posto na Defesa será ocupado por Inayatula Nazri, enquanto o general Murad Ali Murad foi nomeado chefe das tropas de terra, segundo o comunicado, citado pela agência afegã "AIP".

O presidente afegão, Hamid Karzai, tirou de seus cargos no início de junho o então ministro do Interior, Mohammed Hanif Atmar, e o chefe dos serviços secretos, Amrula Saleh, ambos inflexíveis em relação a um possível diálogo de paz com os talibãs.

Karzai anunciou a saída de ambos por não terem oferecido a segurança adequada durante a assembleia de paz convocada por ele para sentar as bases do diálogo com os insurgentes. Dias depois, Saleh criticou duramente o processo de negociação com os fundamentalistas.

As nomeações na alta política afegã costumam levar em conta o delicado jogo de forças entre as duas etnias mais importantes do país, a pashtun e a tadjique, separadas geograficamente e com filiações políticas diferenciadas.

Tanto Rahimi quanto o ministro da Defesa, o general Abdul Rahim Wardak, são pashtuns, a mesma etnia da qual procedem tradicionalmente os insurgentes talibãs, presentes em diversos pontos do país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host