UOL Notícias Notícias
 
04/07/2010 - 09h37 / Atualizada 04/07/2010 - 09h47

Serviço secreto britânico investiga possível rede de 20 espiões russos

Londres, 4 jul (EFE).- Os serviços secretos do Reino Unido MI5 investigam uma possível rede de 20 agentes russos "ilegais" por causa da recente detenção nos Estados Unidos de dez espiões em favor da Rússia, detalha hoje o dominical britânico "The Sunday Times".

Conforme a publicação, o MI5 está averiguando a rede de contatos que tinha em Londres uma das detidas nos EUA, Anna Chapman, uma russa de 28 anos que foi casada com um britânico e viveu no Reino Unido.

Os serviços secretos temem que Chapman - classificada pelo FBI (polícia federal americana) como uma pessoa bem treinada para ludibriar - tenha recrutado uma rede de agentes "dormentes" (à espera para entrar em atividade) antes de deixar o Reino Unido em 2007.

É interesse do MI5 saber se Chapman tinha contatos com os espiões que trabalhavam disfarçados de diplomatas na embaixada da Rússia em Londres.

Os britânicos acreditam que pode existir até 35 agentes de inteligência na embaixada, enquanto pode ter entre 15 e 20 "ilegais".

Pelas informações apuradas pela britânica, Anna Chapman se estabeleceu em Londres em 2002, após o casamento com o britânico Alex Chapman.

Na cidade, teve vários empregos com bons salários, inclusive no banco Barclays, e criou sua própria agência imobiliária pela internet.

Em 2007, com o fim da união, mudou-se para os EUA, onde montou uma agência de venda de propriedades pela internet.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host