UOL Notícias Notícias
 
05/07/2010 - 01h35 / Atualizada 05/07/2010 - 01h42

Assassinado 1º ativista político sob mandato de novo presidente filipino

Manila, 5 jul (EFE).- Um ativista político da organização esquerdista Bayan Muna foi assassinado hoje na região central das Filipinas no primeiro crime deste tipo sob o mandato do novo presidente Benigno Aquino, informaram fontes oficiais.

Segundo a Polícia, dois homens em motocicletas dispararam pelo menos quatro vezes contra Fernando Baldomero enquanto se preparava para levar ao colégio seu filho de 12 anos.

Baldomero tinha 61 anos e em sua juventude foi membro da guerrilha comunista do Novo Exército do Povo.

O secretário-geral de Bayan Muna (Povo Primeiro), Renato Reyes, exigiu a Aquino que condene à morte, empregue "toda a força da lei para prender os assassinos" e deixe claro a policiais e militares "que estes crimes devem terminar e seus autores serão condenados".

"Devem rodar cabeças nas Forças Armadas das Filipinas. Se não, o clima de impunidade continuará", acrescentou Reyes.

Há dois dias, o apresentador de televisão José Daguio foi o primeiro jornalista assassinado sob o mandato de Aquino, que sucedeu no posto Gloria Macapagal Arroyo no dia 30 de junho.

Durante os nove anos de mandato de Arroyo, quase 900 pessoas perderam a vida em execuções sumárias na "guerra suja" das forças de segurança contra os rebeldes maoístas, segundo as organizações de direitos humanos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    1,02
    3,178
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,90
    67.976,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host