UOL Notícias Notícias
 
05/07/2010 - 12h43 / Atualizada 05/07/2010 - 12h57

Exército paquistanês diz ter matado comandante taleban

Islamabad, 5 jul (EFE).- O Exército paquistanês afirmou hoje ter matado em um tiroteio um destacado comandante taleban na área tribal do Waziristão do Norte, onde grupos insurgentes e membros da rede terrorista Al Qaeda estão escondidos.

Em comunicado divulgado pela agência estatal "APP", o comando militar paquistanês disse que durante o tiroteio, registrado em Olham Shah, no Waziristão do Norte, dois membros das forças de segurança ficaram feridos.

O Exército identificou o morto como Amirulá Mehsud, conhecido como "Langara", líder do movimento Taleban paquistanês (TTP, na sigla em urdu) nas regiões de Makeen e Razmak.

O Governo oferecia uma recompensa de 20 milhões de rúpias (US$ 234 mil) pela cabeça deste comandante taleban.

O Exército acusou Amirulá Mehsud de estar envolvido em ataques contra as forças de segurança e de organizar sequestros para obter fundos para a insurgência.

O Paquistão, que tem frentes militares abertas contra a insurgência em todo o noroeste, se mostrou reticente em lançar uma operação no Waziristão do Norte, considerado um refúgio tradicional de facções talibãs tanto paquistaneses como afegãs.

Na região acontecem a maioria dos ataques com mísseis de aviões espiões dos Estados Unidos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host