UOL Notícias Notícias
 
05/07/2010 - 08h39 / Atualizada 05/07/2010 - 09h05

Palestinos e israelenses fazem 1ª reunião de alto nível em 1 ano e meio

Jerusalém, 5 jul (EFE).- O primeiro-ministro da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Salam Fayyad, reúne-se hoje em Jerusalém com o titular de Defesa israelense, Ehud Barak, no primeiro encontro de alto nível entre israelenses e palestinos no último ano e meio.

A reunião ocorrerá às 13h30 local (7h30 de Brasília) no Hotel King David (em Jerusalém Ocidental). Nela, os dois líderes "discutirão vários assuntos nas relações entre Israel e os palestinos", informou o Ministério da Defesa em comunicado.

Trata-se do primeiro encontro entre dirigentes palestinos e israelenses desde que Israel efetuou entre dezembro de 2008 e janeiro de 2009 uma ofensiva militar contra a Faixa de Gaza, que causou a morte de mais de 1,4 mil palestinos (em sua maioria civis) e o abandono pela ANP das negociações diretas de paz.

Desde então, o diálogo para buscar uma solução ao conflito do Oriente Médio só pôde ser retomado de forma indireta com a mediação do enviado especial dos Estados Unidos para o Oriente Médio, George Mitchell.

Ambas as partes deixaram claro que a reunião de hoje entre Fayyad e Barak não estão dentro das negociações de paz, que a ANP se nega a retomar diretamente enquanto Israel não paralisar totalmente a construção nas colônias judaicas no território palestino ocupado da Cisjordânia.

"O encontro se centrará em discutir assuntos que afetam a vida diária dos palestinos", informa a ANP à imprensa palestina.

Segundo a ANP, serão tratados assuntos como "fórmulas para acabar com o bloqueio à Faixa de Gaza, frear as incursões e detenções (das forças israelenses) na Cisjordânia, e permitir que as forças de segurança palestinas operem em mais áreas da Cisjordânia".

Ambos líderes também poderiam falar da situação em Jerusalém Oriental, que os palestinos reivindicam como capital de seu futuro Estado e onde Israel continua construindo assentamentos judaicos, demolindo casas palestinas e retirando permissões de residência aos habitantes palestinos.

O chefe negociador palestino, Saeb Erekat, assegurou hoje no Cairo que o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, é quem "tem a chave" para passar das negociações indiretas a um diálogo direto.

"A chave para o trânsito para as negociações diretas está nas mãos de Netanyahu, assim que ele anunciar a interrupção (definitiva) dos assentamentos e a retomada das negociações de paz", afirmou Erekat em entrevista coletiva conjunta com o secretário-geral da Liga Árabe, Amr Moussa.

Erekat ressaltou que "não há nenhum avanço" nas negociações indiretas mantidas sob a mediação do enviado americano George Mitchell.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h49

    0,65
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h52

    0,76
    65.591,59
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host