UOL Notícias Notícias
 
06/07/2010 - 18h45 / Atualizada 06/07/2010 - 18h59

Vaticano anuncia regras mais severas contra abusos sexuais

Cidade do Vaticano, 6 jul (EFE).- O Vaticano concluiu as novas regras para enfrentar com maior severidade e máxima transparência os casos de abusos sexuais a menores cometidos por membros da Igreja Católica.

Assim manifestaram hoje fontes vaticanas e a revista católica americana "National Catholic Reporter", que precisaram que a difusão das novas normas é iminente e inclusive poderia acontecer na próxima semana.

As normas são regras orientadas a consolidar as práticas existentes, mais que uma nova proposta radical sobre como devem proceder nos casos de abusos sexuais, segundo as mesmas fontes.

A revisão das normas afetará somente o estado eclesiástico interno de um sacerdote acusado de abusos, não as relações com as autoridades civis, um âmbito já abordado nas disposições adotadas em abril.

Entre as novidades contidas nestas regras estão, entre outras, a ampliação da prescrição pela acusação de abusos, que passa de dez anos posteriores aos 18 anos da vítima a dez anos após seu 20º aniversário.

Outra destas medidas será a definição de posse de pornografia infantil como "grave ofensa".

Estas novas normas chegam depois dos casos de abusos que envolveram a Igreja Católica em países como os Estados Unidos, Irlanda, Alemanha, Áustria, Holanda, Bélgica e Itália, que a colocaram em uma das piores crises de sua história recente.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h49

    -0,12
    3,275
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host