UOL Notícias Notícias
 
08/07/2010 - 15h41 / Atualizada 08/07/2010 - 15h45

Governo espanhol reestrutura Chancelaria com eliminação de secretarias

Madri, 8 jul (EFE).- A reestruturação do Ministério de Relações Exteriores da Espanha, preparada pelo Governo, representará a eliminação das secretarias de Estado para a União Europeia (UE) e região ibero-americana, informaram hoje à Agência Efe fontes deste departamento.

As duas secretarias que desaparecem se integrarão à Secretaria de Estado de Assuntos Exteriores, que conviverá com a de Cooperação Internacional no novo organograma do Ministério, que, previsivelmente, será aprovado através de um decreto no conselho de ministros de 16 de julho.

O departamento dirigido por Miguel Ángel Moratinos passará a contar com quatro secretarias de Estado, dentro do plano de reestruturação do Governo em todos os ministérios.

Embora não seja oficial, o atual responsável pela região ibero-americana, Juan Pablo de Laiglesia, desponta como 'número dois' do ministério no cargo de secretário de Estado de Assuntos Exteriores com as novas competências.

A secretaria de Estado para a região ibero-americana foi criada em setembro de 2006 pelo interesse do chefe de Governo, José Luis Rodríguez Zapatero, de potencializar a presença nesta região, uma das áreas prioritárias para a Espanha.

Moratinos, que anunciou a reestruturação de seu departamento na segunda-feira passada, terminou de concretizar hoje as mudanças no retorno de sua viagem a Cuba.

O novo esquema reduz e reagrupa as direções gerais, que se ocuparão de uma área geográfica em todas as suas dimensões.

À margem destas duas secretarias de Estado, o Governo estuda cortar outros departamentos em outros ministérios.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host