UOL Notícias Notícias
 
08/07/2010 - 13h34 / Atualizada 08/07/2010 - 13h49

Igreja divulga nomes de 6 presos que serão "aproximados" de suas províncias

Havana, 8 jul (EFE).- O Arcebispado de Havana divulgou hoje as identidades de seis presos políticos que serão levados para penitenciárias mais próximas das províncias onde residiam.

A mudança será realizada nas próximas horas.

O deslocamento dos presos para prisões próximas a seus domicílios já foi acertado ontem dentro do anúncio da libertação gradual de 52 prisioneiros políticos cubanos.

Todos os seis são presos detidos na Primavera Negra de 2003 e considerados presos de consciência pela Anistia Internacional.

O Governo de Cuba também informou ontem à Igreja Católica da libertação iminente de cinco presos políticos, cujas identidades não serão reveladas até o momento em que eles serão levados para a Espanha.

O regime cubano anunciou nesta quarta-feira seu compromisso de liberar os 52 presos que ainda restam do chamado "Grupo dos 75" (condenados a penas de até 28 anos de prisão na onda repressiva da Primavera Negra de 2003), o que será feito de forma gradual em um prazo máximo de quatro meses.

Esta decisão inscreve-se no diálogo aberto entre o regime cubano e a Igreja Católica e que foi respaldado e acompanhado pelo Governo da Espanha, com a visita do ministro espanhol de Exteriores, Miguel Ángel Moratinos, à ilha com esse propósito.

Todos os opositores que forem libertados neste processo poderão ir para Espanha com suas famílias, se assim desejarem, como anunciou Moratinos na quarta-feira.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,28
    3,182
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,29
    64.676,55
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host