UOL Notícias Notícias
 
11/07/2010 - 13h11 / Atualizada 11/07/2010 - 13h15

EUA repatriam filhos de espiões russos junto com seus pais

Washington, 11 jul (EFE).- O Governo americano enviou com seus pais os filhos dos dez espiões trocados com a Rússia, disse hoje o procurador-geral dos Estados Unidos, Eric Holder.

"Todos os filhos foram repatriados", disse Holder, em entrevista ao canal "CBS".

Os espiões, alguns dos quais eram casados entre si, têm sete filhos, a maioria deles cidadãos americanos, já que nasceram no país.

Holder afirmou que o Governo deu a opção aos filhos que eram maiores de idade de decidir se queriam ficar nos EUA ou ir para a Rússia. No entanto, eles "foram embora com seus pais", disse.

O procurador-geral assegurou que os dez espiões, que foram detidos no dia 28 de junho, não passaram para a Rússia nenhuma informação secreta obtida durante os mais de 10 anos que viveram nos EUA.

Mesmo assim, representavam uma "ameaça potencial", por isso foi decidido desmantelar a rede de espionagem.

Os espiões receberam "centenas de milhares de dólares" do Governo russo, que os considerava "muito importantes para suas atividades de inteligência", disse Holder.

O procurador-geral defendeu a decisão de não submetê-los a julgamento, mas trocá-los por quatro russos condenados na Rússia por passar informação aos EUA e ao Reino Unido, porque o acordo permitiu receber "quatro pessoas sobre as quais temos grande interesse".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host