UOL Notícias Notícias
 
16/07/2010 - 10h28

Ataque a comboio oficial deixa 11 mortos no norte do Iêmen

(atualiza com comunicado dos rebeldes).

Sana, 16 jul (EFE).- Pelo menos 11 pessoas morreram na quinta-feira no norte do Iêmen, entre elas três policiais, em uma emboscada a um comboio oficial perpetrada por grupos armados, informou o Ministério do Interior em comunicado divulgado hoje pela imprensa local.

Embora o Ministério do Interior tenha responsabilizado pelo ataque rebeldes xiitas do norte do país conhecidos como huties, os insurgentes desmentiram hoje qualquer ligação com o incidente e o atribuíram a disputas tribais na região.

A caravana de veículos, na qual viajavam membros de tribos próximas ao Governo de Sana, transportava alimentos para a província de Saada, no norte do país.

O comunicado do Ministério do Interior acrescentou que o comboio foi atacado a tiros depois de os atacantes fecharem sua passagem e que seu objetivo era prejudicar os esforços de paz na província de Saada, reduto dos rebeldes huties.

Mas em comunicado divulgado no site que costumam utilizar para divulgar informações sobre suas operações, os insurgentes iemenitas negaram ter armado a emboscada e acusaram o Ministério do Interior do Iêmen de difamação.

Segundo o porta-voz do grupo, o ataque aconteceu por causa de diferenças tribais na região e pode estar ligado a uma revanche entre grupos rivais.

O porta-voz também disse que os responsáveis pelo ataque podem ser "comerciantes da guerra" interessados na retomada das hostilidades na região.

O grupo aceitou um cessar-fogo proposto pelo Governo no dia 31 de janeiro, mas depois disso foram registrados vários incidentes no norte do país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host