UOL Notícias Notícias
 
16/07/2010 - 16h28

Polícia diz que não há provas concretas contra Mel Gibson

Los Angeles (EUA), 15 jul (EFE).- Os agentes que investigam as supostas agressões de Mel Gibson contra a ex-namorada russa Oksana Grigorieva têm "sérias" dúvidas sobre a denúncia, depois de analisar fotos e um vídeo apresentados por ela, informou hoje o site "TMZ".

"Não há evidência interna e externa de violência", manifestaram fontes policiais ao portal.

Perante a falta de provas concretas, as autoridades se questionam se Oksana foi agredida no rosto por Gibson como ela confessou no depoimento à Polícia na semana passada.

A ex-namorada do ator assegurou que ele a atacou várias vezes e que, devido a uma das supostas agressões, ela perdeu um de seus dentes.

O dentista da russa negou que ela tivesse perdido um de seus dentes. Porém, disse que ela esteve em sua clínica para branquear a porcelana que cobre seus dentes, que estava danificada.

Segundo o "TMZ", os agentes avaliam agora a possibilidade de as imperfeições na dentadura terem sido provocadas pela própria Oksana.

Além disso, fontes ligadas a Gibson asseguraram que existem provas que a ex-namorada do ator tentou extorqui-lo para que as tais gravações não fossem divulgadas.

Aparentemente, Oksana teria pedido US$ 10 milhões em troca de não revelar o conteúdo dessas fitas, que agora estão sendo analisadas pela Polícia.

A ex-mulher de Mel Gibson, Robyn Moore, defendeu nesta quinta-feira o ator e assegurou que durante seus cerca de 30 anos de casamento nunca sofreu abuso físico de "nenhum tipo" por parte do ex-marido.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host