UOL Notícias Notícias
 
24/07/2010 - 20h45

Farc e ELN têm menos de 10 mil integrantes, segundo a Colômbia

Bogotá, 24 jul (EFE).- As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e o Exército de Libertação Nacional (ELN) contam atualmente com uma força conjunta de 9.500 integrantes, inferior em 14.500 ao número de membros que tinham em 2002, assegurou hoje, em Bogotá, o ministro da Defesa Gabriel Silva.

Segundo ele, as Farc contavam em 2002 com 20 mil homens, enquanto o ELN tinha 4 mil membros.

Agora, as Farc têm 8 mil e o ELN, 1.500, de acordo com o ministro, que divulgou os números durante um conselho do Governo que o presidente Álvaro Uribe liderou na sede da "Rádio Televisão da Colômbia" (RTVC).

A redução é um efeito "da contundência da Polícia", disse Silva, em um balanço do desempenho do setor desde 2002, quando Uribe assumiu o poder pela primeira vez.

Silva ressaltou que 22.500 guerrilheiros deixaram as armas de maneira individual durante os oito anos de gestão de Uribe.

Além disso, lembrou que mais de 31 mil paramilitares se desmobilizaram coletivamente dentro do processo de paz do Governo com a organização Autodefesas Unidas da Colômbia (AUC).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host