UOL Notícias Notícias
 
25/07/2010 - 08h57

Assessor de Bettencourt nega ter dado 50 mil euros a ministro

Paris, 25 jul (EFE).- Patrice de Maistre, o gerente da fortuna da multimilionária dona de L'Oréal, Liliane Bettencourt, nega ter dado 50 mil euros ao ministro do Trabalho francês, Eric Woerth, embora reconheça ter contratado sua esposa.

As declarações de Maistre que hoje publica o "Journal du Dimanche (JDD)" antecipam uma semana intensa no caso, pois tanto a multimilionária quanto o atual ministro do Trabalho serão interrogados pela Polícia nos próximos dias.

A ex-contadora da octogenária multimilionária, Claire Thiboult, acusa Maistre de ter se encontrado com Woerth em janeiro de 2007 para entregar-lhe 50 mil euros ao que então era tesoureiro da campanha presidencial de Nicolas Sarkozy, segundo publica a revista "Marianne".

Segundo Maistre, a versão da ex-contadora não se sustenta se forem analisados os próprios livros de contas e assegura que "tudo é falso".

Além disso, o advogado lembra que a filha de Bettencourt, que disputa a fortuna da mãe, pagou à contadora mais de 400 mil euros quando esta foi despedida, além da generosa quantia paga como indenização de parte da anciã.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host