UOL Notícias Notícias
 
26/07/2010 - 08h42

Ashton afirma que sanções que UE deve impor ao Irã hoje são "completas"

Bruxelas, 26 jul (EFE).- A chefe 0da diplomacia europeia, Catherine Ashton, assegurou que as sanções que os 27 países da União Europeia aprovarão hoje contra o Irã por continuar com seu programa de enriquecimento de urânio são "completas".

"Temos um conjunto de sanções completas", afirmou Ashton em sua chegada ao Conselho de Ministros de Assuntos Exteriores realizado hoje em Bruxelas.

"É um ponto no qual verão que os 27 Estados-membros estão trabalhando juntos", acrescentou.

A UE deve dar seu sinal verde hoje a um novo pacote de medidas destinadas a castigar o Irã por persistir com seu programa nuclear.

Entre as medidas previstas figuram restrições no setor do gás e petróleo, assim como no comércio, serviços financeiros e transporte.

Os ministros referendarão, além disso, a quarta rodada de sanções contra este país, adotadas em junho pelas Nações Unidas.

O Conselho Nacional da Resistência do Irã, principal movimento de oposição ao regime islâmico de Teerã, considerou na semana passada que estas medidas são "necessárias, mas não suficientes para impedir que o regime continue buscando o armamento nuclear e apoiando o terrorismo".

O secretário de Estado para Assuntos Exteriores alemão, Wermer Hoyer, sustentou hoje a sua chegada ao encontro da UE que o objetivo é "voltar a sentar com o Irã na mesa de negociações".

"O Irã tem direito de utilizar a energia atômica para propósitos civis", disse, "mas também tem a obrigação de manter uma total transparência já que o rearmamento nuclear não pode ser aceito".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h49

    -0,33
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h54

    1,44
    62.564,23
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host