UOL Notícias Notícias
 
01/08/2010 - 13h11

Transportadores gregos anunciam fim de greve

Atenas, 1 ago (EFE).- As transportadoras gregas decidiram neste domingo suspender a greve que iniciaram na segunda-feira e que provocou um sério problema de desabastecimento de combustível em plena temporada turística e a intervenção do Exército.

Yorgos Tzortzatos, presidente da União de Proprietários de Caminhões, anunciou o fim da greve a partir de segunda-feira em comunicado lido diante das câmaras de televisão.

"Damos fim à greve, mostrando responsabilidade, com a condição de que se inicie um diálogo", disse Tzortzatos.

A decisão foi assumida na tarde deste domingo (horário local) por maioria em uma assembleia geral extraordinária, convocada pelo sindicato do setor, os profissionais advertem que "se o Governo não cumprir com sua palavra, voltaremos às greves".

Tzortzatos confirmou, portanto, que a partir de segunda-feira os 33 mil caminhoneiros grevistas começarão a distribuir mercadorias, depois que o Governo decidiu na sexta-feira a mobilização do Exército para abastecer os hospitais e aeroportos.

Além disso, o Executivo socialista exigiu às empresas petrolíferas que colocassem à disposição seus caminhões para fornecer combustível aos postos de gasolina, perante a recusa das transportadoras de acatar a ordem de voltar ao trabalho.

Neste domingo, segundo primeiras informações de fontes oficiais, Atenas e a região de Salônica, no norte da Grécia, já estavam totalmente abastecidas de combustível, e espera-se que o resto do país recupere a normalidade nas próximas horas.

As transportadoras mantiveram uma greve total durante sete dias contra a liberalização de sua profissão, que o Governo decidiu impor seguindo as exigências da União Europeia (UE) e do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h50

    0,01
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h58

    0,97
    63.268,07
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host