UOL Notícias Notícias
 
04/08/2010 - 11h13

Chefe das forças da Otan no Afeganistão proíbe fogo quando houver civis

Cabul, 4 ago (EFE).- O chefe da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) no Afeganistão, David Petraeus, exigiu aos comandantes de suas forças que garantam que não haja civis em zonas de combate antes de dar ordens de fogo.

Segundo nota divulgada hoje pela Isaf, o general Petraeus enviou a suas tropas no último domingo uma atualização dos planos táticos, a primeira que faz desde que assumiu em julho o comando das tropas estrangeiras no Afeganistão.

"Antes do uso da ordem de fogo, o comando que aprova a ação deve assegurar que não haja civis presentes" ou, em caso contrário, "o fogo está proibido", determina Petraeus no documento.

O plano estabelece duas exceções a este princípio, mas a organização se limitou a dizer que elas têm a ver com "o risco para as tropas afegãs e da Isaf", e não as divulgou por motivos de "segurança operacional".

Além disso, Petraeus ressalta que o plano, com o lema "uso disciplinado da força", "não impede" os comandantes de protegerem as vidas de seus soldados em autodefesa, quando não houver mais opções para enfrentar uma ameaça.

"Devemos equilibrar nossa perseguição ao inimigo com nossos esforços para minimizar as perdas de vidas civis inocentes", diz o general na parte do documento divulgada pela Isaf, força pertencente à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host