UOL Notícias Notícias
 
04/08/2010 - 04h35

Chuvas deixam Paquistão em situação "muito crítica", diz Governo

Islamabad, 4 ago (EFE).- As inundações que se estenderam pelo sudeste paquistanês nas últimas horas deixaram dezenas de localidades debaixo d'água e sem infraestruturas, disse à agência Efe uma fonte oficial, que qualificou a situação como "muito crítica".

Após assolar a província noroeste de Khyber-Pakhtunkhwa, a catástrofe castiga agora Punjab (este) e Sindh (sudeste), explicou um porta-voz da Autoridade Nacional de Gestão de Desastres, Ahmad Kamal.

Em Sindh, após dias de preparação para as inundações, o rio Indo transbordou na terça-feira à noite em alguns pontos em sua passagem pela província, o que deixou "completamente inundadas" entre 35 e 40 localidades, disse a fonte.

O transbordamento do principal rio do país causou também estragos em infraestruturas como pontes e estradas, que a corrente de água arrastou ou deixou gravemente danificadas.

Desde helicópteros, equipes de resgate estão lançando coletes salva-vidas e barcas para tentar ajudar o máximo de pessoas possíveis.

Segundo Kamal, entre 3,5 e 4 milhões de pessoas esperam ser resgatadas em todo o país.

A Autoridade Nacional de Gestão de Desastres estima em mais de 900 as pessoas mortas durante estas inundações, as piores dos últimos 80 anos no Paquistão, ocasionadas pelas fortes chuvas de monção registradas desde a semana passada.

Outras fontes oficiais situam o número de vítimas mortais em cerca de 1.500.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host