UOL Notícias Notícias
 
04/08/2010 - 14h23

Irã nega comércio com qualquer país europeu que o sancione

Teerã, 4 ago (EFE).- O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, afirmou hoje que os países europeus que impuserem sanções contra o Irã não poderão comercializar com este país, referindo-se às sanções recentemente aprovadas pela União Europeia (UE) contra a República Islâmica.

Segundo a agência pública iraniana de notícias "Irna", Ahmadinejad fez esta declaração diante da multidão em sua visita à cidade de Hamedan, ao oeste de Teerã.

"Qualquer país europeu que tente pôr sob embargo o Irã ou rejeitar nossas exportações não terá lugar no mercado econômico iraniano", advertiu o líder.

"No dia em que os ocidentais deixarem a indústria petrolífera do Irã, esse dia será festejado pelos iranianos", exclamou Ahmadinejad.

Ele qualificou de "inimigos" os países que aprovaram uma resolução contra o Irã no Conselho de Segurança da ONU e assegurou que a medida busca "exercer pressão" antes das negociações.

As declarações do presidente iraniano foram feitas num evento que levou agências internacionais de notícias a informarem sobre um suposto atentado frustrado contra Ahmadinejad. Segundo tais informações, o líder teria sido alvo de uma bomba lançada contra o veículo em que estava.

No entanto, a agência oficial iraniana "Irna" negou essas informações. De acordo com a "Irna", o barulho produzido teria sido decorrente de fogos de artifício em celebração à visita do presidente a Hamedan.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h00

    -0,66
    75.503,63
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host