UOL Notícias Notícias
 
04/08/2010 - 21h19

México apreende 200 toneladas de substâncias usadas em fabricação de drogas

México, 4 ago (EFE).- A Marinha do México apreendeu mais de 200 toneladas de substâncias químicas utilizadas na fabricação de drogas sintéticas no porto de Manzanillo, no litoral do Oceano Pacífico, um recorde no país.

A maior apreensão de produtos do gênero no México havia sido de 80 toneladas, também em Manzanillo, em maio passado.

Uma fonte oficial disse à Agência Efe que a quantidade corresponde à soma de diversas cargas procedentes de diversas partes do mundo.

Segundo a mesma fonte, não houve detenções relacionadas com a operação até o momento.

Na semana passada, militares mexicanos mataram a Ignacio "Nacho" Coronel, chefe do cartel de Sinaloa, responsável pelo tráfico de drogas sintéticas no litoral do Pacífico mexicano.

De acordo com a Polícia mexicana e o Governo americano, "Nacho" tinha influência nos estados de Jalisco, Colima (onde fica Manzanillo), Nayari e parte de Michoacán, no litoral do Pacífico.

Essa região é uma das mais ativas na recepção de substâncias para a fabricação de drogas sintéticas, assim como em sua elaboração e na chegada de cocaína da América do Sul. Tudo isso segue pela região do Pacífico para os Estados Unidos, o maior consumidor de drogas no mundo.

Em maio passado, a Marinha mexicana deteve o capitão do porto de Manzanillo, Jorge Arturo Castañeda Uscanga, por supostas ligações com o tráfico de drogas.

Já foram confiscados neste porto milhões de dólares em dinheiro, como os US$ 5,4 milhões apreendidos em setembro de 2009 que tinham a Colômbia como destino e foram encontrados em uma carga de sulfato de amônio.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,73
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,00
    65.010,57
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host