UOL Notícias Notícias
 
04/08/2010 - 08h12

Proliferação de souvenirs no Reino Unido às vésperas da visita papal

Londres, 4 ago (EFE).- Faltando ainda mais de um mês para visita do papa Bento XVI ao Reino Unido já se multiplicam na região todo tipo de souvenirs relacionados a presença do líder máximo da igreja católica.

Bonés de beisebol, camisetas com o slogan "Team Benedict", chaveiros, bolsas, jarras e xícaras, além de crucifixos e rosários se proliferarão nas ruas.

A viagem do papa de quatro dias à Inglaterra e à Escócia está prevista para começar em 16 de setembro.

A Sociedade Nacional Secular, que faz campanha contra, se dedica a vender suas próprias camisetas com as palavras "Pope Nope" (papa não).

A Conferência Episcopal da Inglaterra e de Gales encomendou até mesmo pulseiras da joalheria Swarowski com a figura do cardeal Newman estampada, um dos principais representantes do catolicismo inglês posterior à reforma e quem o Pontífice beatificará em 19 de setembro em Birmingham.

Segundo o jornal "The Times", que divulga hoje a notícia, a Igreja Católica precisa de todo esse "merchandising" para custear a visita, que pode chegar a 24 milhões de euros, dos quais pagará só parte já que se trata ao mesmo tempo de uma visita pastoral e de Estado.

A rainha Elizabeth II receberá o máximo pontífice em 16 de setembro na capital escocesa e nesse mesmo dia Bento XVI oficiará uma missa ao ar livre em Glasgow.

A Igreja Católica deve contribuir com 8,4 milhões de euros para o custo total da visita. Até agora com a venda de artigos alusivos ao papa já foram arrecadados 6,3 milhões de euros.

Os custos são elevados devido à estrita regulamentação britânica em matéria de segurança e saúde pública e diante da possibilidade de ataques terroristas.

A Sociedade Nacional Secular se amparou na lei sobre liberdade de informação para reivindicar ao Ministério do Interior que torne público o custo da operação policial para proteger o papa em seus atos públicos neste país.

Enquanto isso, a "BBC" prepara um documentário sobre os escândalos de pedofilia envolvendo padres católicos, assim como sobre a nova operação de relações públicas dirigida pelo principal porta-voz do Opus Dei no Reino Unido, Jack Valero.

Segundo "The Times", o objetivo dessa operação é "transmitir uma mensagem positiva sobre o papa Bento.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h39

    -0,21
    3,272
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host