UOL Notícias Notícias
 
05/08/2010 - 21h37

Crise entre Venezuela e Colômbia marca nova reunião entre Lula e Chávez

Caracas, 5 ago (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva será recebido amanhã em Caracas por seu colega venezuelano, Hugo Chávez, dentro da programação de reuniões bilaterais trimestrais, tendo desta vez a crise diplomática entre Colômbia e Venezuela como pano de fundo.

Segundo o Governo brasileiro, Lula participará de uma reunião de cooperação com a África de manhã, se reunirá com Chávez depois do almoço e, no final do dia, viajará para a Colômbia, onde acompanhará a posse de Juan Manuel Santos na Presidência no sábado.

O porta-voz da Presidência, Marcelo Baumbach, disse ontem que Lula está disposto a promover o diálogo entre Venezuela e Colômbia e aproveitará as visitas aos dois países para buscar esse objetivo.

Baumbach esclareceu que as visitas já estavam marcadas antes de Chávez anunciar, no último dia 22, o rompimento das relações com a Colômbia depois que Bogotá denunciou na Organização dos Estados Americanos (OEA) a suposta presença de guerrilheiros colombianos em solo venezuelano.

Por causa da ruptura, Chávez não estará presente à posse de Santos.

O presidente eleito colombiano disse que, enquanto Uribe estiver no cargo, seu silêncio será sua melhor contribuição para que a crise não se agrave e seja resolvida, o que Chávez interpretou como um sinal para recuperar as relações.

Durante a cúpula do Mercosul, na terça-feira, Lula anunciou que comparecerá amanhã a um jantar pela posse de Santos a convite de Uribe, apesar de suas declarações sobre a crise diplomática entre Colômbia e Venezuela que incomodaram o presidente colombiano.

O porta-voz da Presidência confirmou que Lula não tem nenhuma reunião bilateral prevista com Uribe, mas reiterou que o Brasil deu como superado o mal-estar causado por uma troca de declarações entre ambos.

Na semana passada, Uribe "deplorou" as declarações de Lula nas quais o presidente brasileiro assegurava que não via nenhum conflito além do verbal entre Colômbia e Venezuela.

"Sabemos que o presidente Santos quer dialogar (com Chávez) e p Brasil espera que essa propensão ao diálogo leve a uma melhora" nas relações entre Venezuela e Colômbia, disse Baumbach.

Segundo as informações oficiais, Lula e Chávez conversarão sobre planos nos setores agrícola, financeiro, habitacional e outras iniciativas na área social, inclusive nas áreas de fronteira.

Durante a reunião trimestral anterior, em Brasília, no mês de abril, Venezuela e Brasil assinaram 20 acordos bilaterais nas áreas de alimentos, energia, habitação, financeira e transportes, entre outras.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    1,02
    3,178
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,90
    67.976,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host