UOL Notícias Notícias
 
05/08/2010 - 14h55

Otan admite morte de até 12 civis em operação no Afeganistão

Bruxelas, 5 ago (EFE).- A Força Internacional de Assistência para Segurança (Isaf, na sigla em inglês), dirigida pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), admitiu hoje a morte de entre quatro e 12 civis durante uma operação militar conjunta com forças afegãs no leste do país.

Segundo a informação recebida das autoridades locais e da província de Nangarhar, "parece que entre quatro e 12 civis morreram durante uma operação conjunta", informou o porta-voz da Isaf, o vice-almirante Greg Smith, em comunicado.

A operação aconteceu na noite de quarta-feira, no povoado de Khwazakheyl, depois da divulgação da informação de que dirigentes dos talibãs se encontravam em um conjunto de prédios da cidade.

A chegada das tropas da Isaf e afegãs foi recebida por uma intensa troca de tiros de armas automáticas e lança-granadas, em um combate que causou a morte de entre 15 e 20 insurgentes, assim como a de dois destacados comandantes talibãs, identificados como Ghulam e Shamar.

"As forças da coalizão lamentam profundamente que nossa operação conjunta tenha causado a perda de vidas civis", assegurou Smith na nota, na qual anunciou que a Isaf realizará uma investigação conjunta com o Governo afegão.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host