UOL Notícias Notícias
 
05/08/2010 - 17h32

Senado dos EUA aprova indicação de Elena Kagan para Suprema Corte

Washington, 5 ago (EFE).- O Senado dos Estados Unidos aprovou hoje a indicação da juíza Elena Kagan para a Suprema Corte do país, a quarta mulher em mais de dois séculos de história do tribunal, apesar da oposição de boa parte dos republicanos.

A confirmação de Kagan, de 50 anos, para o posto vitalício contou com o apoio de quase toda a bancada democrata, dos dois senadores independentes e de cinco senadores republicanos.

O resultado da votação não surpreendeu, já que quase todos os senadores já haviam anunciado sua postura sobre a juíza.

Kagan foi indicada pelo presidente americano, Barack Obama, para substituir o juiz John Paul Stevens, que se aposentou em junho após 34 anos de serviço.

O único democrata que anunciou que votaria contra a indicação de Kagan foi o senador do Nebraska Ben Nelson.

Os republicanos que se opuseram à nomeação da juíza justificaram sua posição com base no suposto ativismo político de Kagan, de tendências progressistas, e seu temor de que ela tente promover sua própria agenda política ou legislar a partir do Poder Judiciário.

Para os democratas, Kagan, ex-decana da faculdade de Direito da universidade de Harvard, conseguirá o consenso na máxima corte dos EUA em assuntos que polarizam o país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,45
    3,141
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,39
    64.684,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host