UOL Notícias Notícias
 
07/08/2010 - 02h19

Bomba mata pelo menos 2 em mercado público de Mianmar

Bangcoc, 7 ago (EFE).- Pelo menos duas pessoas morreram e várias ficaram feridas pela explosão de uma bomba em um mercado público de uma localidade de Mianmar (antiga Birmânia) perto da fronteira com a Tailândia, informou neste sábado a rádio "Mizzima".

O atentado ocorreu sexta-feira à noite na localidade de Myawaddy, no estado de Kayin, separada do país vizinho pelo rio Moei, onde um desconhecido lançou a bomba desde um carro.

As autoridades locais ainda não atribuíram a autoria do ataque a nenhum grupo específico, mas suspeitam que tenha sido obra dos separatistas da etnia minoritária Karen ou criminosos não ligados a organizações.

Myawaddy é um importante centro de operações para o contrabando com a Tailândia, principalmente imigrantes ilegais de Mianmar.

No final de 2009, outra bomba em um mercado público de uma cidade no norte de Mianmar causou sete mortes e deixou uma dezena de feridos. Na aquela ocasião, o Governo culpou a União Nacional Karen (UNK).

As tropas birmanesas aumentaram há um ano a intensidade de sua ofensiva contra as guerrilhas étnicas nas fronteiras com China e Tailândia.

A UNK e a Junta Militar romperam em 2004 as conversas de paz após não chegarem a um acordo sobre a demarcação do território, a retirada de suas respectivas forças e o futuro dos cerca de 130 mil refugiados que vivem em precários campos.

O Exército étnico, que chegou a ter quase 30 mil combatentes, agora tem cerca de cinco mil guerrilheiros, e perdeu grande parte de sua capacidade militar em 1996, quando os soldados tomaram seu quartel-general em Manerplaw.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h49

    1,49
    3,306
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h50

    -2,23
    61.242,76
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host