UOL Notícias Notícias
 
08/08/2010 - 03h19

Cinco pessoas são detidas por tentar assassinar presidente da Indonésia

Jacarta, 8 ago (EFE).- As forças de segurança da Indonésia anunciaram hoje a detenção de cinco suspeitos em relação a uma suposta tentativa do islamismo radical de assassinar na sexta-feira passada o presidente, Susilo Bambang Yudhoyono.

Dois homens foram detidos ontem em Bandung, na ilha de Java, e depois outros dois e uma mulher foram presos ao norte da cidade junto a um pequeno carregamento de explosivos em uma casa particular, segundo a agência oficial "Antara".

A Polícia acredita que todos são membros de um grupo radical escindido da Jemaah Islamiya, dirigido pelo malaio Noordin Mohammed Top, o terrorista mais procurado da região até que no ano passado foi abatido durante um cerco policial.

Horas antes, o presidente indonésio tinha revelado uma trama para acabar com sua vida quando visitou na sexta-feira a província de Java Ocidental, mas não deu mais detalhes.

A Indonésia sofreu seu último atentado terrorista em julho de 2009, quando dois suicidas se imolaram em dois hotéis de luxo de Jacarta e mataram sete pessoas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h39

    0,01
    3,127
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h41

    -0,32
    64.730,07
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host