UOL Notícias Notícias
 
08/08/2010 - 14h59

Exército libanês diz que se defenderá de acusações de espionar para Israel

Beirute, 8 ago (EFE).- O Exército do Líbano advertiu hoje, por meio de um comunicado, que denunciará qualquer pessoa que acusar militares libaneses de espionar para Israel sem apresentar provas.

Na nota, as Forças Armadas libanesas afirmam que não aceitarão nenhum boato sobre traições, a não ser que sejam baseados em "fatos e provas", depois que a imprensa do país árabe fez esse tipo de acusações, que o Exército considera infundadas.

Além disso, o texto ressalta que os boatos prejudicam a reputação da instituição militar.

Desde 2009, os serviços de segurança libaneses desmantelaram várias redes de espionagem pró-israelenses e detiveram dezenas de pessoas, entre elas, membros da Polícia e do Exército.

A última ocorreu no dia 2 de agosto, quando o general aposentado do Exército libanês Karam Fayez foi detido por suposta colaboração com Israel.

Karam, de 62 anos, foi chefe do departamento de luta contra o terrorista e espionagem até 1998.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,79
    3,152
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h22

    1,18
    65.148,35
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host