UOL Notícias Notícias
 
08/08/2010 - 07h49

Sobe para 127 o número de mortos em enchentes no noroeste da China

Pequim, 8 ago (EFE).- Pelo menos 127 pessoas morreram hoje em consequência de deslizamentos de terra causados pelas chuvas torrenciais no distrito de Zhouqu, na província de Gansu, no noroeste da China, informou o Ministério de Assuntos Civis local.

Além disso, 76 pessoas ficaram feridas e duas mil continuam desaparecidas, enquanto 45 mil tiveram que ser retiradas de suas casas, segundo um comunicado do departamento provincial do Ministério.

Segundo Mao Shengwu, diretor da Prefeitura, às 12h locais o nível de água em Chengguan tinha descido 40 centímetros, depois que a metade da cidade ficou submersa em água, lama e pedras.

O primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, viajou à região e, segundo a cadeia nacional de televisão "CFTV", as instruções do presidente da China, Hu Jintao, são de não poupar esforços para salvar o maior número possível de vidas.

Hu e Wen pediram uma reparação rápida das infraestruturas, principalmente das estradas para assegurar o transporte das equipes de resgate e de materiais, enquanto o Exército e a Polícia trabalham na remoção de escombros e na busca por desaparecidos.

Começou a chover forte por volta das 22h locais de ontem e o rio Bailong transbordou. Suas águas arrastaram muitas pessoas, segundo as autoridades.

Embora as chuvas já tenha parado no distrito, o escritório meteorológica da Prefeitura previu mais para a terça e a quarta-feira.

Dois helicópteros das equipes de resgate sobrevoam a zona e o comando da Zona Militar de Lanzhou do Exército Popular de Libertação (EPL) enviou grupos médicos e 2.800 soldados às áreas afetadas, segundo as autoridades.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host