UOL Notícias Notícias
 
10/08/2010 - 18h09

Bope ocupa favela carioca para implantação de nova UPP

Rio de Janeiro, 10 ago (EFE).- Pelo menos 260 policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e de batalhões da Polícia Militar do estado do Rio ocuparam hoje o Morro do Turano, no bairro do Rio Comprido, na zona norte carioca, como parte do projeto de implantação de mais uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP).

Os policiais entraram na favela por volta das 5h (hora de Brasília) após uma "pequena troca de tiros" com traficantes, disse à Agência Efe o comandante da operação, o tenente-coronel Paulo Henrique de Moraes.

Fora a resistência inicial, a operação foi tranquila e não houve registro de feridos, segundo o comandante.

A Polícia invadiu a favela por seus cinco diferentes acessos. No final da operação, foram confiscados radiotransmissores, armas e drogas.

"Não tenho medo, mas é cedo demais para falar disso agora. Veremos o que vai acontecer", disse à Efe uma moradora do Morro do Turano que não quis se identificar.

Esta intervenção da Polícia constitui a primeira fase para a implantação de uma UPP na favela, a 12ª no Rio desde 2008.

Na fase inicial, que terá duração de entre 20 e 40 dias, o Bope garantirá o controle do Morro do Turano, onde vivem pouco menos de 20 mil pessoas, explicou um porta-voz da Polícia.

Depois desse prazo, o Bope delegará o controle da favela aos 165 policiais que serão instalados na UPP e que serão formados para essa tarefa, que incluirá a promoção de atividades sociais e culturais.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h10

    -0,20
    3,263
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h20

    0,14
    63.852,06
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host