UOL Notícias Notícias
 
10/08/2010 - 21h44

Chávez diz que não permite presença de guerrilheiros na Venezuela

Santa Marta (Colômbia), 10 ago (EFE).- O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afirmou hoje que seu Governo "não apoia, nem permite, nem permitirá, presença de guerrilha, nem terrorismo, nem narcotráfico em território venezuelano".

Chávez deu esta declaração em entrevista coletiva posterior à reunião de hoje com o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, na qual ambos anunciaram o restabelecimento das relações diplomáticas entre seus países.

Segundo o presidente venezuelano, a entrada de grupos armados ilegais no território de seu país não é um fato, mas sim algo que ocorre há muitos anos.

"Eu lhe peço que acredite em mim, como eu acredito nele (Santos). Patrulhamos, não conseguimos (identificar) nenhum acampamento guerrilheiro, mas também é certo que as tropas venezuelanas enfrentaram a guerrilha colombiana em mais de uma ocasião, temos nossos mortos também", ressaltou.

"Temos que lidar com todos esses fenômenos nas fronteiras, mas que não continuem nos acusando de que nós os apoiamos", disse Chávez.

"Não permitamos que amanhã as intrigas, os relatórios, as coordenadas e não sei quantas coisas nos permitam voltar a brigar", declarou, em alusão às acusações colombianas de que guerrilheiros tinham abrigo em solo venezuelano com base em coordenadas de supostos acampamentos das guerrilhas.

A apresentação dessas acusações motivou o rompimento de relações por parte de Caracas no último dia 22.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host