UOL Notícias Notícias
 
11/08/2010 - 03h45

Chuvas afetaram pelo menos 25 mil na Caxemira indiana

  • Mulher descansa em maca de um hospital universitário da cidade de Jammu, na Caxemira

    Mulher descansa em maca de um hospital universitário da cidade de Jammu, na Caxemira

Nova Délhi, 11 ago (EFE).- As chuvas torrenciais e deslizamentos de terra registrados no enclave caxemiriano de Leh (norte da Índia) afetaram cerca de 25 mil pessoas e causaram grande destruição, indicou nesta quarta-feira a organização Médicos Sem Fronteiras (MSF).

Em nota de imprensa, a MSF disse que está proporcionando ajuda médica e material - como lençois, sabão, fogões, roupas e lonas - a cerca de duas mil famílias entre nas áreas mais afetadas, tanto da cidade de Leh quanto em seus arredores.

"Apesar dos desafios logísticos, conseguimos começar a distribuir artigos de ajuda àqueles que mais precisam. Esta agora é a prioridade", expressou na nota o chefe da equipe da MSF em Leh, Ashagre Adebabai.

A organização está coordenando sua ação com outras ONGs locais e com a Save the Children, e se propõe distribuir ajuda também no distrito vizinho de Kargil, onde vários vales também sofreram com as enchentes de 5 e 6 de agosto.

Os deslizamentos de barro e pedras causados pelas chuvas causaram as mortes confirmadas de 174 pessoas, entre elas cinco turistas europeus, na turística região caxemiriana que recebe turistas que gostam de montanhismo, trilhas e cultura budista.

Cerca de 200 pessoas seguem desaparecidas, de acordo com a Polícia indiana, que mantém os trabalhos de resgate.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h39

    -0,23
    3,166
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h41

    0,12
    68.437,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host