UOL Notícias Notícias
 
11/08/2010 - 16h35

Companheira de aposentado encontrado morto em congelador confessa crime

Paris, 11 ago (EFE).- A companheira do aposentado de 71 anos cujo corpo foi encontrado depois de quase dois anos em um congelador se declarou culpada de seu assassinato, informou hoje a Promotoria de Lyon.

Guylène Collober, de 51 anos, assumiu ter cometido as agressões que causaram a morte de Jean-François Poinard, mas disse que "não teve intenção", declarou em entrevista coletiva o promotor Marc Desert.

A filha de Collober foi quem alertou a Polícia depois que sua mãe lhe confessou o crime durante uma discussão.

As investigações sobre o desaparecimento de Poinard levaram os investigadores a uma busca no apartamento de sua companheira, com a suspeita do Ministério Público de que ele poderia estar sendo vítima de violência doméstica.

Collober "não é irresponsável" e tem personalidade com tendências ao "narcisismo e violência", disse o promotor.

Segundo Desert, a vítima já tinha sido vista por vizinhos com ferimentos.

"Ela afastou o companheiro dos amigos, da família, dos vizinhos... Ele não era visto há muito tempo", disse o promotor sobre a suposta autora do crime, que confessou ter matado a vítima a socos em novembro de 2008, sete anos depois do início do relacionamento.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host