UOL Notícias Notícias
 
11/08/2010 - 12h24

Suspeito de matar 4 palestinos é libertado em Israel

Jerusalém, 11 ago (EFE).- O ultradireitista israelense Chaim Pearlman foi libertado hoje, após um mês em prisão, depois de o juiz considerar que o Estado não apresentou provas suficientes para a acusação sobre o suposto assassinato de quatro palestinos.

Pearlman, de 29 anos, membro do grupo religioso radical Kach, ficará agora sob prisão domiciliar na residência de seus pais, num assentamento judaico na Cisjordânia.

O juiz rejeitou o pedido da Polícia e do serviço de Inteligência no interior, o Shin Bet, para prorrogar a detenção, ao opinar que já havia passado tempo suficiente para apresentar provas que incriminassem o suspeito.

Por outro lado, o magistrado aceitou o pedido da Polícia para que outra corte ainda tenha de confirmar a libertação completa.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h09

    -0,87
    3,130
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h13

    1,11
    64.470,14
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host