UOL Notícias Notícias
 
11/08/2010 - 13h51

Tribunal que investiga caso de Hariri pede informações ao Hisbolá

Beirute, 11 ago (EFE).- A promotoria do Tribunal Especial para o Líbano, que investiga o assassinato do ex-primeiro-ministro libanês Rafik Hariri em 2005, pediu hoje a Beirute que forneça as provas apresentadas pelo Hisbolá que supostamente acusam Israel.

Um comunicado da promotoria, publicado pela agência de notícias nacional libanesa "ANN", explicou que solicitou às autoridades do Líbano todas as informações em poder do secretário-geral do Hisbolá, Hassan Nasrallah, incluído o material de vídeo que mostrou em entrevista coletiva transmitida pela televisão.

Em 9 de agosto, Nasrallah apresentou vídeos e fotos aéreas, mas não provas contundentes, que supostamente comprovariam o envolvimento de Israel no assassinato de Hariri, em 14 de fevereiro de 2005, em um atentado com carro-bomba em Beirute.

Nasrallah disse que só apresentaria essas provas à corte, com sede na cidade holandesa de Leidschendam, se ficasse provado que esta não esta "politizada".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,79
    3,152
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h22

    1,18
    65.148,35
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host