UOL Notícias Notícias
 
11/08/2010 - 05h01

Violência na Caxemira indiana deixa pelo menos 4 mortos

Nova Délhi, 11 ago (EFE).- Uma mulher morreu e 17 outras pessoas ficaram feridas em um ataque insurgente contra um ônibus de passageiros e um comboio militar na Caxemira indiana, onde na terça-feira à noite morreram baleados um policial e dois guardas, segundo distintas fontes.

O ataque contra o ônibus aconteceu às 9h locais desta quarta (0h30 em Brasília), no distrito de Rajouri da região, na qual em apenas dois meses morreram cerca de 50 pessoas em violentos distúrbios contra as forças da ordem.

"Três veículos do Exército e um ônibus civil foram alvo de um intenso tiroteio por parte de terroristas camuflados em um campo de milho. Dois soldados ficaram feridos", disse à agência indiana "Ians" uma fonte do Exército.

Os agressores conseguiram escapar, assegurou a fonte, que acrescentou que já teve início uma operação de busca.

Na terça-feira à noite (horário local), um grupo de supostos insurgentes matou a tiros um policial e dois guardas oficiais que protegiam a casa de um dirigente do Partido Político Nacionalista (NPP) na conflituosa cidade de Sopore.

A Caxemira, única região indiana de maioria muçulmana, é objeto da maior disputa territorial entre Índia e Paquistão desde a independência e partilha do subcontinente, no ano de 1947.

Embora sem a força de alguns anos atrás, seguem operando na Caxemira indiana vários grupos armados que combatem as forças da ordem ou cometem ataques terroristas para tentar a independência do território ou sua anexação ao Paquistão.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host