UOL Notícias Notícias
 
13/08/2010 - 12h35

Justiça alemã liberta após pagamento de fiança suposto agente israelense

Berlim, 13 ago (EFE).- A Justiça alemã libertou hoje após o pagamento de fiança suposto agente dos serviços secretos israelenses (Mossad) Uri Brodsky, supostamente envolvido no assassinato do dirigente do Hamas Mahmoud al-Mabhouh em Dubai e extraditado ontem a partir da Polônia.

A promotoria de Colônia revogou a ordem de detenção contra o suspeito, após a quitação da fiança, informa a rede de televisão "RTL".

Brodsky foi entregue ontem à Polícia alemã, uma semana depois que a audiência de Varsóvia rejeitasse o recurso apresentado por seus advogados contra sua extradição.

O suspeito foi detido em 4 de junho pela Polícia de fronteira no aeroporto de Varsóvia por sua suposta participação nos preparativos do assassinato de Mabhouh.

A suspeita é que Brodsky forneceu ao Mossad um passaporte falso em nome de Michael Bodenheimer, identidade que corresponde a um rabino ortodoxo.

Com este documento teria entrado e saído de Dubai um dos assassinos de Mabhouh.

O funcionário do Hamas foi assassinado por um comando do Mossad formado por 26 pessoas, em 19 de janeiro em Dubai.

As câmeras de vídeo captaram as imagens de alguns membros do comando, o que permitiu sua identificação.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,84
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,35
    68.594,30
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host