UOL Notícias Notícias
 
16/08/2010 - 11h46

Al Iraqiya suspende diálogo com grupo do premiê iraquiano para formar Governo

Bagdá, 16 ago (EFE).- A coalizão vencedora nas eleições iraquianas, a Al Iraqiya, anunciou hoje que suspendeu as negociações para formar Governo com a plataforma Estado de Direito, do primeiro-ministro Nouri al-Maliki.

Uma porta-voz da Al Iraqiya explicou em declarações à imprensa que as negociações foram suspensas pelas acusações contra sua coalizão de representar os sunitas.

Além disso, "nós negamos ser extremistas", acrescentou a porta-voz da aliança do ex-primeiro-ministro Ayad Allawi, integrada por políticos xiitas laicos e dirigentes de partidos sunitas.

As formações iraquianas não conseguiram ainda colocar-se de acordo para constituir um Gabinete após as eleições legislativos do dia 7 de março, nas quais a Al Iraqiya obteve 91 dos 325 assentos do Parlamento, enquanto o grupo de al-Maliki ganhou 89 e a Aliança Nacional Iraquiana (ANI), 70.

A ANI, dirigida por Amar al-Hakim e de marcada personalidade xiita, e o grupo de al-Maliki, formaram em junho passado uma aliança para criar um bloco de maioria no Parlamento que conseguiu reunir 159 legisladores, quatro cadeiras abaixo da maioria absoluta.

No entanto, no dia 1º de agosto, a ANI anunciou que congelava o diálogo, já que rejeitava que al-Maliki pudesse ser candidato a chefe de Governo.

A Câmara está formada desde 13 de junho, mas sua primeira sessão, na qual deve ser escolhido o primeiro-ministro, o chefe do Parlamento e o presidente do país, está adiada indefinidamente devido à falta de consenso sobre os candidatos que devem ocupar os cargos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host