UOL Notícias Notícias
 
16/08/2010 - 05h21

Israel rejeitará garantias do Quarteto de Madri aos palestinos

Jerusalém, 16 ago (EFE).- Israel rejeitará qualquer garantia que o Quarteto de Madri dê aos palestinos com vistas ao início de negociações diretas de paz, entre elas a de que as fronteiras de 1967 são a base de qualquer acordo final.

Assim decidiu o minigabinete de segurança do Governo do primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, em reunião ontem à noite em Jerusalém, informa o jornal "Haaretz" em sua edição de hoje.

Convocada perante o esperado anúncio por parte de Washington de que Israel e ANP retomarão as negociações de paz de forma direta, os sete ministros desse fórum do Governo israelense analisaram a situação do processo de paz e resolveram rejeitar qualquer garantia internacional aos palestinos.

"O anúncio do Quarteto pode servir aos palestinos para camuflar uma série de pré-condições e isso é inaceitável", diz hoje uma alta fonte governamental israelense citada pelo jornal.

O Governo de Netanyahu, que insiste há meses em negociações diretas incondicionais, decidiu que não se guiará pelo anúncio e que só se comprometerá pelo que os Estados Unidos farão dentro de alguns dias.

Há alguns meses israelenses e palestinos realizam negociações indiretas através do mediador americano George Mitchell, que em sua última visita à região, na semana passada, pressionou o presidente palestino, Mahmoud Abbas, para que aceite um diálogo direto.

A postura oficial palestina consistia até há um mês em que Israel devia cessar de forma absoluta a construção nos assentamentos e Jerusalém Oriental, e que qualquer processo deverá ser sério e com vistas à criação de um Estado nas fronteiras de 1967.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host