UOL Notícias Notícias
 
16/08/2010 - 08h09

Obama pede ao premiê iraquiano que forme Governo com oposição

Bagdá, 16 ago (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu ao primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, que forme um Governo interpartidário com o principal grupo opositor, em carta entregue pelo secretário americano Jeffrey Feltman, informa hoje o jornal "Al-Sabah".

Secretário de Estado adjunto dos EUA para o Oriente Médio, Feltman está de viagem pelo Iraque e entregou a al-Maliki uma mensagem com um plano de trabalho para formação do Gabinete, ressalta "Al-Sabah".

Ali al-Dabbagh, porta-voz do Governo e membro da coalizão Estado de Direito, explicou que a carta de Obama indica que é preciso formar rapidamente o novo Governo entre as coalizões Al Iraqiya, liderada por Ayad Allawi, e Estado de Direito, liderada por al-Maliki.

Os dois blocos políticos são os que têm mais cadeiras no Parlamento.

De acordo com a mensagem de Obama, no novo Executivo também devem participar os outros blocos que obtiveram representação parlamentar, como a Aliança do Curdistão e a Aliança Nacional Iraquiana (ANI), terceiro grupo nas eleições legislativas de 7 de março.

Feltman, que chegou no sábado passado a Bagdá, se reuniu com al-Maliki, com o presidente do Curdistão iraquiano, Massoud Barzani, e com o dirigente da ANI, Amar al-Hakim, entre outros líderes iraquianos.

Por outro lado, uma fonte da ANI, citada pelo jornal, expressou a rejeição de seu grupo à "sugestão americana de outorgar à Al Iraqiya ou ao Estado de Direito o cargo de primeiro-ministro ou o de chefe do Parlamento".

Segundo essa fonte, a ANI também não estaria de acordo com a obtenção de alguns ministérios, nem com os curdos na Presidência.

Por sua vez, o dirigente da Aliança do Curdistão, Mahmoud Osman, disse que sua coalizão "não estaria contrária às sugestões dos EUA, caso todos os blocos políticos cheguem a um consenso".

Os partidos iraquianos não conseguiram ainda chegar a um acordo para criar um novo Gabinete por causa dos apertados resultados das eleições parlamentares de 7 de março, vencidas pela Al Iraqiya com 91 das 325 cadeiras do Parlamento, frente a 89 do grupo governista Estado de Direito e 70 da ANI.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host