UOL Notícias Notícias
 
16/08/2010 - 22h46

Para Maduro, visita de Holguín consolidará confiança

Caracas, 16 ago (EFE).- O chanceler venezuelano, Nicolás Maduro, disse hoje que a visita de sua colega colombiana, María Ángela Holguín, na sexta-feira a Caracas, consolidará os avanços para normalizar as relações entre os dois países.

Maduro lembrou que nesse dia serão instaladas as cinco comissões que estabelecerão as bases da nova convivência entre Colômbia e Venezuela, como acordaram o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, e o venezuelano, Hugo Chávez, no último dia 10 em Santa Marta (Colômbia).

O chanceler venezuelano falou sobre o assunto ao sair do Palácio de Miraflores, sede do Governo venezuelano, após a reunião entre Chávez e o presidente do Congresso colombiano, Armando Benedetti.

Segundo Maduro, a visita de Benedetti faz parte dos "esforços para criar e consolidar um clima de confiança mútua" e considerou que esse objetivo "deve ser acompanhado com otimismo por todos os setores, sobretudo pelos meios de comunicação".

Em uma breve entrevista coletiva, o presidente do Congresso colombiano disse que as coisas estão caminhando "muito bem porque a confiança está sendo gerada".

"Virão momentos difíceis porque há muita gente à qual não convém que essas relações possam ter um bom curso", previu Benedetti.

A Venezuela tinha rompido suas relações com a Colômbia em 22 de julho, dia em que a Colômbia, ainda sob o Governo de Álvaro Uribe, acusou Caracas de abrigar guerrilheiros colombianos em seu território.

Caracas responsabilizou Uribe pela deterioração das relações bilaterais e advertiu que os atuais avanços retrocederão se meios oficiais colombianos voltarem a emitir "falsas acusações" de que o Governo venezuelano apoia as guerrilhas colombianas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h49

    -0,12
    3,275
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host