UOL Notícias Notícias
 
17/08/2010 - 04h52

Atentado mata pelo menos 41 e deixa 102 feridos em Bagdá

Bagdá, 17 ago (EFE).- Pelo menos 41 recrutas morreram e outras 102 ficaram feridas em um atentado suicida realizado na manhã desta terça-feira no centro de Bagdá contra um grupo de voluntários do Exército iraquiano, informaram fontes do Ministério da Defesa do país.

Segundo as fontes, o suicida detonou um cinto carregado de explosivos em meio a um grande grupo de jovens que pretendiam participar dos testes para entrada nas Forças Armadas, perto do antigo edifício do Ministério da Defesa, no bairro de Bab al Muazam.

As fontes afirmaram ainda que vários feridos estão em situação grave, e por isso o número de mortos pode aumentar.

Este é o atentado mais sangrento ocorrido no Iraque desde o último dia 18 de julho, quando 43 pessoas morreram e outras 40 ficaram feridas em um ataque contra membros das milícias pró-governo Conselhos de Salvação, na localidade de Al Balesem, ao sudoeste de Bagdá.

O atentado desta terça faz parte de uma série de ataques que se intensificaram, coincidindo com a retirada das tropas de combate americanas do Iraque e com a incerteza política no país, devido às disputas entre os principais grupos que não chegam a um acordo para a formação de um novo Governo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host