UOL Notícias Notícias
 
17/08/2010 - 09h31

Irã acusa Ocidente de politizar caso de mulher condenada a apedrejamento

Teerã, 17 ago (EFE).- O Governo iraniano acusou hoje os países ocidentais de tentarem transformar em um questão política o caso da mulher condenada à morte por apedrejamento, por ter cometido adultério, para pressionar contra as aspirações nucleares do Irã.

O porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores iraniano, Ramin Mehmanparast, em sua habitual entrevista coletiva semanal, condenou a reação ocidental ao que chamou de "caso judicial do assassinato cometido por Sakineh Mohammadi Ashtiani". A condenada por adultério confessou na semana passada também ter participado do assassinato de seu marido.

"O processo de uma pessoa que cometeu um assassinato é um processo natural da Justiça e não é lógica a exigência de libertação deste tipo de pessoa por outros países e ofertas de asilo político", afirmou.

O porta-voz da diplomacia iraniana definiu assim a postura oficial do Irã sobre a disposição de países como o Brasil de oferecer asilo político a Sakineh.

"Depois da assinatura do acordo em Teerã entre os representantes de Irã, Turquia e Brasil para desbloquear as negociações nucleares (há três meses), os países ocidentais se viram frente a uma nova crise, por terem fracassado em suas tentativas de deter as atividades pacíficas nucleares do Irã", afirmou Mehmanparast.

O porta-voz acrescentou que, por isso, estes países optaram por tomar medidas apressadas, como a aprovação de uma resolução contra o Irã e atacar navios com ajuda humanitária destinada a Gaza.

"A última medida tomada por eles é conspirar contra a aliança criada entre Irã, Turquia e Brasil, através da colocação deste tipo de questões", disse Mehmanparast, que acrescentou que seu país informará as autoridades brasileiras sobre os detalhes do caso de Sakineh.

"Irã e Brasil são dois países independentes que não permitirão a intermediação dos demais em suas questões internas", afirmou Mehmanparast.

"Continuamos com nossas atividades nucleares seguindo as normas da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) e assim as seguiremos", disse.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,22
    3,142
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,67
    70.477,63
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host