UOL Notícias Notícias
 
17/08/2010 - 21h00

Presidente da Colômbia decide interromper diálogo com Farc

Bogotá, 17 ago (EFE).- O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, anunciou hoje que não dialogará com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) nem nomeará um comissário de paz até receber dos guerrilheiros provas "claras e contundentes" de que vão abandonar o terrorismo e libertar todos os reféns.

Santos, que assumiu a Presidência no último dia 7 e foi ministro da Defesa de 2006 a 2009, reiterou que "não haverá nenhuma possibilidade de diálogo" com as Farc enquanto os guerrilheiros não mostrarem uma real vontade de paz.

Durante uma cerimônia militar na cidade de Popayán (sudoeste do país), Santos também desautorizou possíveis tentativas de paz, sejam nacionais ou internacionais, até que os guerrilheiros aceitem as condições exigidas.

"Por enquanto, o que é preciso fazer é obter resultados (contra a guerrilha) na frente militar", manifestou o líder.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host