UOL Notícias Notícias
 
18/08/2010 - 20h37

Hillary Clinton anunciará amanhã mais ajuda dos EUA ao Paquistão

Washington, 18 ago (EFE).- A secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton, anunciará amanhã na Assembleia Geral das Nações Unidas mais ajuda para o Paquistão por conta da catástrofe causada no país pelas graves inundações, segundo informou hoje o Governo americano.

O porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Philip Crowley, explicou hoje em entrevista coletiva que Hillary fará um discurso em reunião especial da Assembleia Geral sobre a situação humanitária no Paquistão e aproveitará para "atualizar aos demais sobre a contribuição do país e anunciar mais ajuda".

A chefe da diplomacia americana estará acompanhada pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e o ministro de Assuntos Exteriores paquistanês, Shah Mehmood Qureshi. A secretária de Estado manterá reuniões bilaterais com ambos.

A reunião será uma "oportunidade para expressar a solidariedade e mobilizar mais ajuda dos Estados-membros e da comunidade internacional diante da situação no Paquistão", afirmou Crowley.

As recentes inundações, as piores no país do sul da Ásia em 80 anos, deixaram até agora mais de 1,6 mil mortos. Além disso, segundo dados da ONU e do Governo paquistanês, entre 15,3 e 20 milhões de pessoas foram afetadas pelas graves inundações, causadas pelas chuvas de monção torrenciais que caem sobre o país desde o final de julho.

O Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (UNOCHA) fez na semana passada uma convocação para reunir US$ 460 milhões para o Paquistão, mas a organização expressou sua preocupação pela lentidão da resposta internacional.

Até o momento, as agências humanitárias da ONU receberam apenas a metade da quantidade solicitada no último dia 11, apesar da gravidade da catástrofe e da possibilidade que a contínua cheia dos rios aumente ainda mais o número de desabrigados.

Os EUA forneceram até o momento aproximadamente US$ 90 milhões em ajuda, montante que inclui o auxílio à Autoridade Nacional de Gestão de Desastres (NDMA) do Paquistão, ao plano de assistência urgente da ONU e a muitas outras organizações locais e internacionais que estão trabalhando na recuperação do país.

Esses fundos são utilizados para fornecer provisões cruciais às vítimas afetadas pelas inundações.

Os EUA também forneceram auxílio técnico e material e ampliaram programas já existentes nas áreas atingidas. Concretamente, forneceram pontes temporárias, mobilizaram recursos militares e civis para resgatar vítimas e distribuíram produtos de primeira necessidade.

Atualmente, há 18 aviões militares e civis americanos no Paquistão e três com base no Afeganistão, apoiando nas operações de emergência.

Helicópteros dos EUA evacuaram até o momento 5.912 pessoas e repartiram 325,8 toneladas de produtos, de acordo com o Departamento de Estado do país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host