UOL Notícias Notícias
 
18/08/2010 - 21h01

Santos diz que acordo invalidado não afeta ajuda americana

Bogotá, 18 ago (EFE).- O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, disse hoje que o acordo de defesa e segurança com os Estados Unidos, invalidado pela Corte Constitucional colombiana, não afeta a ajuda desse país ao seu.

"O importante é que a cooperação vai continuar. A luta contra o narcotráfico, a luta contra o terrorismo, não têm trégua. E esta decisão da Corte não afeta em nada o que viemos recebendo dos Estados Unidos", disse Santos.

Durante visita à ilha de San Andrés, onde caiu um avião com 131 ocupantes na segunda-feira, o presidente colombiano reiterou que seu Governo acata a decisão do Alto Tribunal e anunciou que se estudará se vale a pena ou não levar o acordo ao Legislativo como um tratado.

"Isso vamos discutir entre o Governo e com os EUA", disse Santos.

A Corte Constitucional colombiana deixou sem efeitos jurídicos o acordo de defesa e segurança com os EUA assinado em outubro de 2009, pelo qual Washington poderia usar até sete bases militares colombianas para a luta contra o narcotráfico e o terrorismo.

"Vamos avaliar o passo seguinte. De repente, podemos acordar algumas normas, inclusive mais ambiciosas, com os EUA, o que poderia fazer por merecer o encaminhamento do acordo ao Congresso", disse Santos a jornalistas em San Andrés.

Também hoje, o ministro do Interior e Justiça, Germán Vargas, disse em Bogotá que o Executivo deverá tomar uma decisão "muito em breve" sobre se aceita que o acordo possa ser considerado como tratado, como considerou o tribunal.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host